O Povo que ainda Canta

O povo que ainda canta

 

Depois de cinco anos imparáveis em torno da música portuguesa nas suas mais variadas expressões, com mais de um milhar de projectos registados em cerca de 2600 vídeos, uma dezena de documentários realizados, um prémio Megafone vencido, um disco editado pela NOS Discos e de manter um programa semanal na Antena 1, o realizador Tiago Pereira traz ao grande público a série documental «O Povo Que Ainda Canta», que após a exibição em formato televisivo na RTP2, é agora editada em formato DVD.

 

 

De Norte a sul do país, Tiago Pereira e a equipa da MPAGDP (A música portuguesa a gostar dela própria) partilham a criatividade dum povo que não quer ser esquecido.

 

Esta série documental, que é um trabalho de autor, está ligada a um canal de vídeos online que desde há 5 anos divulga práticas expressivas que se mantêm vivas, que não pertencem só ao passado e que têm sido registadas nos contextos onde acontecem, sem encenações. Mogadouro, Dão-Lafões, Ribatejo, Gouveia, Baixo Minho, Baixo Alentejo, Douro, Porto ou Miranda, sem esquecer os arquipélagos da Madeira e Açores, entre outras regiões, são alguns dos territórios por onde tem passado a MPAGDP e que são agora palco dos episódios de «O Povo Que Ainda Canta», por entre milhares de quilómetros percorridos com o equipamento na bagagem.

 

 

 

Com “O Povo que Ainda Canta” começamos a conhecer as vidas de quem se dedica a instrumentos específicos, como as gaitas-de-fole ou os adufes, seja a tocar ou a construí-los, e de quem mantém viva a tradição das danças de matriz rural. 

 

 


TIAGO PEREIRA é o realizador da série "POVO QUE AINDA CANTA".

 

Realizador, documentarista, visualista, mentor do projecto “A música portuguesa a gostar dela própria”, vencedor do prémio Megafone 2010 na categoria "Missão”, desenvolveu um estilo único a documentar, recolher e misturar imagens em movimento.

 

Os seus filmes remetem para manifestações de cultura imaterial como a música, rituais e performances, que exploram o conceito da tradição e o da memória colectiva. Entre os meus filmes destacam-se os premiados; "11 Burros Caem no Estômago Vazio" (2006) e "Quem Canta Seus Males Espanta" (1998) e o recente “Porque Não Sou o Giacometti Do Sec. XXI (2015).

 

Tem em parceria com o Silvio Rosado o projecto musical Sampladélicos, onde a tradição e a tecnologia se fundem numa complexa mistura de passado, presente e futuro. É também locutor no programa de rádio na Antena 1 "O Povo Que Ainda canta”. Em 2015 foi considerado o homem do ano na categoria "Música" pela revista GQ.

 

 

Subscribe to our mailing list

* indicates required